Organize sua vida com a meditação

A meditação é um assunto que vem sendo muito explorado nos dias atuais e se mostra cada vez mais importante. Convidei a Cris Koda, que é uma especialista no assunto, para nos falar o quão importante é essa prática e como ela pode ser uma aliada na organização.

Por Ana Cristina Koda

A prática diária da meditação proporciona vários benefícios e uma das que me impactou bastante foi a forma como passei a simplificar e organizar melhor as coisas na minha vida. Para mim, tornar as coisas simples é enxergá-las como são e dar andamento aos assuntos com objetividade, de forma fácil e tranquila. E isso tem tudo a ver com organização. Alguns são organizados por natureza e outros, como eu, sofrem bastante com o tema.  Mas antes de me adiantar, melhor explicar um pouco o que está por trás desta magia. Hoje, a maioria das pessoas já ouviu falar desta nova onda que é a meditação, mas para quem não a conhece, esta é uma prática contemplativa e que possui vários métodos.  Neste caso, estarei falando especificamente da prática de estabilização da mente, que é conhecida como shamata no budismo e, mais popularmente, como mindfulness ou atenção plena no ocidente.

Não nos damos conta, mas nosso cérebro processa milhares de pensamentos por dia e a maioria destes estão vinculados a “necessidades”, que por sua vez, associamos com reações emocionais mesmo que muito sutis, na maioria dos casos. Isso acontece porque classificamos tudo na vida como algo que gostamos ou não, temos atração/desejo ou aversão, ou temos uma reação neutra. Por menor e mais corriqueiro que seja o pensamento, existe uma reação emocional associada que impacta diretamente o nosso corpo e o nosso comportamento.

A meditação para estabilizar a mente nos tira deste fluxo e nos coloca à margem como observadores deste processo. Nos sentamos à beira do rio e vemos os pensamentos sendo levados com as águas sem interagir e sem colocar significado. Como se fosse um filme passando na tela de cinema. Podemos querer nos jogar na tela para salvar a criança que se afoga, mas sabemos que é só um filme e, então, permanecemos confortavelmente nas nossas cadeiras. Porém, como são os nossos pensamentos e se tratando da nossa vida, esta é a parte mais difícil. Ficar sentado, apenas respirando, quietinho deixando as coisas se desenrolarem. Nossa tendência é interagir, alimentar os pensamentos e se engajar nos problemas e sonhos.

Isso joga muita sujeira emocional no rio, histórias do passado ou medo do futuro, que deixam a água turva e sem clareza mental para tomar a melhor decisão.  Esta sujeira bloqueia a nossa visão criativa sobre as coisas, pois com a nossa mente clara poderíamos achar soluções melhores e que nunca havíamos pensado antes para as mesmas situações. Na verdade, deveria ser esta mente que olha tudo com estabilidade e clareza que deveríamos cultivar sempre.

É muito difícil até organizar uma gaveta com a mente turva. A mente, o nosso estado interior, reflete muito no nosso mundo externo. Não é apenas em situações explícitas que isso acontece, como por exemplo, quando estamos zangados e podemos falar de forma rude com alguém.

Se acumulamos muita coisa sem uso, deveríamos pensar sobre apegos, carência, medo de faltar, o que chamo de a síndrome do esquilo. Para quem não sabe, o esquilo adora acumular, até uma hora que não tem mais onde guardar o alimento fresco porque está entulhado de comida velha.

Se a vida está muito desorganizada, podemos olhar para dentro e observar nosso caos interno.  A minha experiência pessoal e com meus alunos é que se as coisas estão quebrando muito a sua volta, se anda literalmente se perdendo pelos caminhos, se está tudo muito difícil, perceba como está o seu mundo interior, entre em contato com os seus pensamentos e emoções, sem julgá-los, só deixando eles te mostrarem onde está a desorganização dentro de você. É como se déssemos um passo atrás para observar melhor as coisas, sem estarmos enfronhados na confusão.

A pessoa que pratica a meditação diária é aquela que se preocupa em dar um banho no cérebro todos os dias antes de sair de casa. Torna sua mente mais limpa, mais relaxada e positivamente energizada para tornar a vida mais simples, organizada e ainda manter as coisas em ordem.

Uma mente clara, quer viver num ambiente claro, sem entulhos  e com espaço interno e externo para deixar o fluxo da vida seguir o seu caminho.