Minimalismo através do Hanami

O termo minimalismo tem sido muito falado e explorado ultimamente. Acho que o momento atual contribui, pois em época de dinheiro curto e emprego escasso, viver com menos é uma alternativa ou mesmo uma boa solução.

Tenho lido bastante sobre o assunto, ainda vou voltar a falar sobre isso aqui, mas achei interessante que um dos autores traça um paralelo entre a Cherry Blossom, ou Flor de Cerejeira (também conhecida como Sakura) com a vida minimalista. Ele diz que o  HANAMI, que é costume tradicional japonês de contemplar a beleza das flores, nos ensina sobre a vida minimalista:

  1. Procure a beleza na natureza e não em lojas – ao invés de encher a casa com objetos decorativos procure na natureza satisfazer o desejo de beleza estética
  2. Aprecie as coisas sem possuí-las
  3. Siga o fluxo – deixa as coisas acontecerem, não tente controlar tudo e todos
  4. Nada dura para sempre – as melhores coisas da vida são passageiras
  5. Deixe as coisas ” irem”, ou seja, se desfaça das coisas antes delas deteriorarem. As flores da cerejeira caem quando ainda estão belas, antes de estragarem.

Acho que são bons pontos de reflexão para o nosso dia a dia.