Maquiagem bem organizada.

Que mulher não ama maquiagem? Umas usam diariamente outras nem tanto, mas o básico todas tem. A indústria de cosméticos tem crescido ano a ano e hoje a variedade de produtos no mercado é enorme.

Na grande maioria das vezes, os produtos acabam numa gaveta do banheiro e quando vamos usar, acabamos sempre usando os mesmos e muitos produtos ficam esquecidos no fundo da gaveta.

A regra básica para organizar a maquiagem é separar os produtos por categorias: cremes, bases, blush, batons, sombras, lápis etc…

Use caixas organizadoras para guardar cada categoria ou adapte caixas que tenha em casa. Outra boa solução é o uso de um organizador de talheres.

    

A maquiagem deve ser armazenada em local fresco, longe de umidade, portanto o banheiro não é a melhor solução, mas acaba sendo o lugar mais usado pela praticidade na hora do uso. Portanto se você, assim como eu, guarda no banheiro, organize dentro do armário ou da gaveta.

Agora se você é fissurada em maquiagem e tem uma grande quantidade de produtos, vale a pena investir num carrinho de acrílico. Existem fornecedores que  fazem sob medida, de acordo com sua necessidade.

Lembre-se que maquiagem tem prazo de validade e não é saudável usar produtos vencidos, por isso a importância de sempre verificar as validades.

Lave regularmente os pincéis com água morna e sabão neutro e deixe secar bem antes de guardá-los.

Nunca use maquiagem de outras pessoas, elas podem ser foco de contaminação.

Fotos: Pinterest

Gavetas entulhadas

Gente, não faz mais nenhum sentido ter gavetas desorganizadas.

É muito comum, encontrar gavetas que não foram bem dimensionadas para o que precisamos em casa. Muito fundas, muito estreitas ou muito largas.

Hoje temos disponível, no mercado, inúmeras opções de divisórias.

Se nas suas gavetas está tudo jogado, você vai sentir muita diferença se começar a comprar aos poucos: colmeias, divisórias, cestas, caixas, que ajudam a setorizar. Se você não quiser comprar, use a imaginação tentando aproveitar cestas que você já tem. Às vezes, vale até usar tampas de caixas de presente.

Comece por uma área. Normalmente, na cozinha é onde a gente sente bastante diferença. Você pode, até, encontrar muita coisa repetida ou que você nunca usa e isso deixa a gaveta muito cheia.

Descarte o que você não usa. Setorize deixando sempre o que você usa mais, à mão.

 

 

 

Coisas que você pode descartar sem pensar

O mundo está mudando muito rápido. Que bom! Falar que você não tem tempo para nada, já não é tão “cool” assim. Se Mark Zuckerberg usa as mesmas cores e roupas para não perder tempo com isso (como fazia Steve Jobs e Barak Obama)quem somos nós para questionar rss. Produtividade é uma palavra que deveria ser perseguida por todos nós. Um bom exemplo começa em casa e para isso estamos sempre aqui.

Tudo tem um começo e acredite na casa da gente sempre tem descarte a ser feito. Fizemos uma lista de coisas que você pode jogar fora, sem pensar, e que vai ajudar você  a ficar mais leve.

  1. Cabos e carregadores de eletrônicos que você não possui mais ou, pior, que nem funcionam.
  2. Potes plásticos que tem mais de 10 ou 5 anos.
  3. Tampas soltas que se perdem na gaveta da cozinha.
  4. Medicamentos vencidos.
  5. Revistas velhas.
  6. Maquiagem e cremes que você não usa há mais de um ano.
  7. Amostra grátis que você pegou porque era grátis e estão sem uso.
  8. Meias, roupas intimas e camisetas desgastadas e até furadas ou manchadas.
  9. DVDs (sério?)
  10. Utensílios de cozinha repetidos.

Aproveite o feriado. Comece por algum lugar, mas comece e sua vida vai ganhar com isso. Se precisar de ajuda estamos aqui 😉

Dicas para uma mudança sem stress.

Recentemente me mudei, no meu caso não apenas de casa como de cidade.

Mudança pode ser sinônimo de confusão e desgaste, mas se você souber planejar bem, o processo pode ser tranquilo. Decidi então, aproveitar minha experiência para dar dicas de como encarar uma mudança sem grande stress.

Alguns pequenos detalhes fazem toda diferença.

1. Faça o orçamento com pelo menos 3 empresas de mudança – isso vai te ajudar na decisão de qual empresa contratar. Se os custos forem muito dispares desconfie, algumas empresas enviam o orçamento sem ver exatamente o que será transportado e depois na hora da mudança acabam cobrando adicional.   Continue reading “Dicas para uma mudança sem stress.”

Como escolher, cuidar e organizar a roupa de cama

A roupa de cama influencia diretamente na qualidade do sono e na harmonização do quarto. Isso porque a qualidade do material faz uma grande diferença para o seu descanso, enquanto que as cores e estilos escolhidos ajudam a compor a decoração do quarto.

No entanto, muitos se perdem na hora de cuidar de seus lençóis e cobertas, o que pode danificar os tecidos e ainda deixar seu armário bagunçado.

Aqui vão dicas de como escolher, cuidar e organizar sua roupa de cama de forma simples e prática.

O que considerar na hora de comprar

O material é a primeira coisa a ser pensada, pois ele determina a durabilidade do jogo, seu toque (mais sedoso ou áspero) e a temperatura da cama (alguns podem lhe fazer suar de tão quentes, enquanto outros são mais frescos). Por isso, se possível, prefira produtos 100% algodão, pois são mais confortáveis.

O ideal é ter pelo menos três jogos diferentes:

  • Um mais pesado e de um material mais grosso, como flanela, para o frio.
  • Um mais fininho e leve, com tramas mais abertas e menos fios, para o verão.
  • Um de qualidade mais elevada, ou seja, com 300 a 400 fios, que irão proporcionar uma textura mais sedosa além de dar aquele toque de elegância para as noites especiais.

Quanto ao estilo, prefira jogos com cores que combinem e complementem as já presentes no quarto, tanto nas paredes como nos móveis. Se eles forem de tons neutros e lisos, você pode apostar em uma roupa de cama mais ousada, uma colcha colorida e estampada.

Já para quartos com paredes coloridas, prefira edredons e lençóis de um só tom e suas variações (seja claro ou escuro), mas não tenha medo de colocar uma corzinha em detalhes como na fronha, almofadas ou em uma mantinha dobrada aos pés da cama.

Cuidados básicos

Agora que você já escolheu seus jogos de cama, o ideal é preservá-los corretamente para que durem mais e mantenham sua aparência e textura por mais tempo. Para isso é preciso se atentar a alguns cuidados:

  • Siga sempre as instruções de lavagem da etiqueta. Parece óbvio mas a maioria não o faz! Lá estará detalhado se aquele lençol pode ser lavado na máquina, ou se deve ser secado à sobra e não ao sol…
  • Evite sentar na cama usando a mesma roupa com que veio da rua, muito menos coloque sapatos sobre ela, nem deixe a toalha molhada em cima dela, já que a umidade favorece o aparecimento de fungos – reserve este canto apenas para dormir!
  • Pequenos acidentes acontecem, e todas as substâncias e marcas que podem manchar o tecido devem ser tratadas o mais rápido possível. Leia aqui como tirar mancha de sangue seco e outras dicas para ter suas roupas de cama sempre como novas.
  • Troque-as uma vez por semana, isso pois tendem a juntar ácaros, então aproveite e deixe o colchão ventilando em um local arejado enquanto lava as peças.
  • Não misture as roupas de cama com outras peças de tecidos diferentes, o que pode gerar aquelas famigeradas bolinhas; nem com zíper, botões e velcros, que podem rasgar o tecido.

 

Organização

 

Por último, mas não menos importante, conservar sua roupa de cama de forma correta e organizada deixará sua vida mais prática, e fará com que ela se mantenha limpa e com cheirinho de roupa lavada por mais tempo.

  • Dobre as peças assim que as retirar do varal, para que não fiquem tão amassadas.
  • Alise-as com a ajuda de um ferro de passar, uma sugestão é iniciar pelas margens, depois ir dobrando e passar ambos os lados a cada virada.
  • Armazene lençóis e fronhas com seu conjunto, para não misturar ou perder, também deixe as mantas, edredons e colchas juntos. Se tudo estiver guardado no mesmo local, seja um armário, baú, gaveta ou caixa, será mais fácil e rápido encontrar o que precisa.
  • Considere guardar as peças dentro de sacos de linho ou TNT, para não acumular pó e conservá-las melhor.
  • Ao contrário do que muitos pensam, não faça a cama imediatamente após acordar. Deixe-a um tempo tomando um ar para evitar o acúmulo de microorganismos.

Seguindo essas orientações com certeza terá um cantinho belo e aconchegante para descansar depois daquele longo dia!

Pode lavar na máquina e você não sabia.

1. Travesseiro
O ideal é limpá-los a cada seis meses para evitar mofo, bactérias e odores. A maior parte dos travesseiros pode ser lavada na máquina, mas é sempre bom se certificar. Na hora de limpar, prefira fazê-lo em máquinas de porta frontal para melhor higienização.

2. Mochilas
As mais fáceis são as mochilas de tecido, mas confira as etiquetas para ter certeza se pode lavá-la na máquina. A dica aqui é testar antes para ver se a tinta não vai soltar e manchar outras peças. Dica: não esqueça de esvaziar os bolsos e colocá-la na máquina virada do avesso.

3. Cortina de chuveiro
Vinil, nylon, algodão e forro de cânhamo aceitam lavagem na máquina e o indicado é que isso seja feito a cada virada de estação. Lave com água quente e pendure para secar (não use a secadora!).

4. Brinquedos
Não recomendado para pelúcias, os brinquedos mais moles podem ser higienizados na máquina sim, contanto que não haja muitos apliques e penduricalhos.

5. Acessórios esportivos
Esta dica funciona para todos os acessórios de tecido: luvas, joelheiras, cotoveleiras, caneleiras, tipoias e mais. Antes de colocá-los na máquina, é bom fechar os zíperes e velcros, se houver. Use água morna.

6. Tapetes
Depende muito do material (cheque as etiquetas!), mas é provável que você consiga adicionar tapetes na lista de roupas para lavar — principalmente se eles forem pequenos.

7. Cama de pet
O primeiro passo é se certificar de que a almofada pode ser lavada na máquina. Separe o forro e a almofada e higienize sem misturar outras roupas e itens.

publicado ordinalmente por Martha Stewart

7 truques para manter suas roupas novas por mais tempo

Quando o assunto é vestuário, poucas coisas são mais frustrantes que estragar uma roupa nova, ou sentir que ela já não está mais em boas condições, com apenas algumas semanas de uso. Pensando nisso, aqui vão sete dicas para ajudar a manter suas roupas novas por mais tempo. Confira a seguir:

  1. Saiba quando suas roupas precisam ser lavadas. Lavar roupa é necessário, mas também contribui para o desgaste natural do tecido. Por isso, não lave excessivamente. Por exemplo, uma calça jeans pode ser usada entre 5 e 10 vezes antes de ser lavada, se não houver nenhuma mancha visível – o mesmo vale para blusas de inverno. Já camisetas, meias e peças íntimas devem ser lavadas a cada uso.
  1. Em caso de acidentes, aja o mais rápido possível. Quanto mais você esperar, mais difícil será remover manchas ou sujeiras. Seja respingos de gordura, riscos de caneta ou qualquer outra sujeira que grude na peça, aja rapidamente! Veja aqui como tirar chiclete da roupa e remover outras manchas difíceis sem danificar os tecidos.
  1. Lave roupas pretas com água fria, e seque na sombra. Certos cuidados ajudam a evitar que suas roupas pretas desbotem. Por exemplo, lave suas roupas pretas do lado avesso e na configuração de temperatura mais baixa da sua máquina de lavar. Para um cuidado ainda maior, use o modo de lavagem para roupas delicadas, e seque as roupas em local ventilado, mas longe dos raios solares.
  1. Remova pelos e bolinhas com frequência. Pelos de animais, assim como as famosas bolinhas, deixam a roupa com aparência desgastada. Felizmente, a solução é fácil: basta comprar um rolinho adesivo e utilizar sempre que necessário. Se você não encontrar o rolo adesivo, improvise com fita enrolada na mão, com o lado adesivo para fora, grudando e desgrudando na roupa para remover os pelos ou bolinhas.
  1. Evite que perfumes e cremes toquem no tecido. Perfumes, assim como produtos de beleza, têm grande possibilidade de danificar suas roupas, porque possuem fixadores químicos. Por isso, tenha cuidado ao aplicar produtos de beleza ou borrifar perfume quando estiver vestindo roupas mais delicadas.
  1. Adicione uma pitada de sal para não desbotar roupas coloridas. Uma colher de sal na máquina de lavar ajuda a manter o colorido das suas roupas. Este truque funciona ainda melhor se você utilizar o sal na primeira lavagem de uma roupa nova, prevenindo que ela desbote nas primeiras semanas de uso.
  1. Proteja suas roupas entre as temporadas de uso. Começou a esquentar e você precisa guardar suas roupas mais quentes até o próximo inverno? Mantenha-as protegidas, mas arejadas – se possível com uma capa em TNT especial para roupas. Você também pode utilizar uma fronha grande de travesseiro. Evite plástico; ele retém a humidade, que pode resultar em mofo e em roupas danificadas.

Agora que você já descobriu como tirar chiclete da roupa, onde não borrifar o perfume e até a colocar um pouquinho de sal na máquina de lavar, que tal organizar seu armário para não perder tempo procurando o que precisa ou ainda renovar seus look sem precisar trocar as roupas que já tem? Podemos te ajudar nisso. Fale com a gente!

Spring Cleaning

A primavera está chegando e pode ser uma boa oportunidade para iniciar aquela organização na casa, que você vem planejando a meses.

Muito comum em países de clima frio, o Spring Cleaning é um termo usado para a limpeza e organização da casa na entrada da primavera. Após o inverno é o momento de “refrescar” a casa para a nova estação e eles tem até um checklist do que deve ser feito.

Aqui, não temos as estações assim tão definidas a ponto de guardar as roupas de frio ou preparar a casa para a próxima estação, mas podemos aproveitar a mudança de estação para por em prática a organização da casa ou mesmo, para fazer a limpeza de itens que não necessitam de manutenção diária.

Portanto, mesmo que a decisão seja de não encarar a organização dos ambientes, aqui está um pequeno checklist do que pode ser feito:

– descarte aquilo que você não usa mais. Nosso lema é “Less is more”!

– lave as cortinas e tapetes.

– limpe os colchões e lave as capas dos travesseiros. Aproveite para virar o colchão de lado (é recomendável fazer de tempos em tempos).

– tire as capas das almofadas para lavar ou aproveite para renovar aquela almofada “poida”.

– Faça uma limpeza na lavadora de roupas e na lava-louças. Hoje no mercado existem produtos específicos para isso, mas uma ótima solução caseira é colocar a lavadora para funcionar com vinagre, que elimina os resíduos deixado pelo sabão. No caso da lava-louças faça uma lavagem com ela vazia.

– Faça uma blitz nos medicamentos e na despensa, eliminando todos os produtos vencidos.

Mãos à obra e que venha a primavera!

Foto: Reprodução

Quais comprovantes devemos guardar?

Algumas semana atrás, estava organizando o escritório de uma cliente e ela me questionou o que deveria manter e o que poderia ser descartado.

Como essa é uma dúvida recorrente na hora de organizar os documentos, vou retomar aqui quais comprovantes precisamos arquivar e por quanto tempo.

–   luz, água, TV, telefone: de acordo com a lei 12.007, empresas prestadoras de serviços são obrigadas a enviar no mês de maio, o recibo de quitação anual. Portanto guarde as contas por 1 ano até receber os recibos de quitação, depois guarde esses recibos por 5 anos.

– IPTU/IPVA: 5 anos

– Imposto de Renda: 5 anos

– condomínio: guarde durante o período em que permanecer no imóvel.

– consórcio: até a quitação

– escola: 5 anos

– cartão crédito: 5 anos

– seguro: guarde a proposta e a apólice, já os comprovantes de pagamento mantenha por mais 1 ano após o tempo que estiver vigorando

– convênio médico: guarde a proposta o contrato e os recibos referentes aos 12 meses anteriores ao último reajuste por todo período de contratação

– nota fiscal e certificado de garantia: durante toda a vida útil do produto ou serviço

– recibo de empregadas: 5 anos

– holerites: 5 anos

– documentos do veículo: multas -2 anos, licenciamento e seguro obrigatório – 1 ano. Atenção o certificado de compra e venda deve ser guardado até que o veículo seja vendido.

– Aluguel: pagamentos mensais por 3 anos e o contrato de locação 3 anos após receber o termo de entrega das chaves

– Compra de imóvel: proposta, contrato e comprovantes de pagamento devem ser mantidos até a escritura ser lavrada e registrada em cartório

– Comprovante de pagamento de hotéis e pousadas: 1 ano

Agora que você já sabe o que manter, não tem mais desculpa para adiar a organização do seu escritório. Mãos a obra!