Pode lavar na máquina e você não sabia.

1. Travesseiro
O ideal é limpá-los a cada seis meses para evitar mofo, bactérias e odores. A maior parte dos travesseiros pode ser lavada na máquina, mas é sempre bom se certificar. Na hora de limpar, prefira fazê-lo em máquinas de porta frontal para melhor higienização.

2. Mochilas
As mais fáceis são as mochilas de tecido, mas confira as etiquetas para ter certeza se pode lavá-la na máquina. A dica aqui é testar antes para ver se a tinta não vai soltar e manchar outras peças. Dica: não esqueça de esvaziar os bolsos e colocá-la na máquina virada do avesso.

3. Cortina de chuveiro
Vinil, nylon, algodão e forro de cânhamo aceitam lavagem na máquina e o indicado é que isso seja feito a cada virada de estação. Lave com água quente e pendure para secar (não use a secadora!).

4. Brinquedos
Não recomendado para pelúcias, os brinquedos mais moles podem ser higienizados na máquina sim, contanto que não haja muitos apliques e penduricalhos.

5. Acessórios esportivos
Esta dica funciona para todos os acessórios de tecido: luvas, joelheiras, cotoveleiras, caneleiras, tipoias e mais. Antes de colocá-los na máquina, é bom fechar os zíperes e velcros, se houver. Use água morna.

6. Tapetes
Depende muito do material (cheque as etiquetas!), mas é provável que você consiga adicionar tapetes na lista de roupas para lavar — principalmente se eles forem pequenos.

7. Cama de pet
O primeiro passo é se certificar de que a almofada pode ser lavada na máquina. Separe o forro e a almofada e higienize sem misturar outras roupas e itens.

publicado ordinalmente por Martha Stewart

7 truques para manter suas roupas novas por mais tempo

Quando o assunto é vestuário, poucas coisas são mais frustrantes que estragar uma roupa nova, ou sentir que ela já não está mais em boas condições, com apenas algumas semanas de uso. Pensando nisso, aqui vão sete dicas para ajudar a manter suas roupas novas por mais tempo. Confira a seguir:

  1. Saiba quando suas roupas precisam ser lavadas. Lavar roupa é necessário, mas também contribui para o desgaste natural do tecido. Por isso, não lave excessivamente. Por exemplo, uma calça jeans pode ser usada entre 5 e 10 vezes antes de ser lavada, se não houver nenhuma mancha visível – o mesmo vale para blusas de inverno. Já camisetas, meias e peças íntimas devem ser lavadas a cada uso.
  1. Em caso de acidentes, aja o mais rápido possível. Quanto mais você esperar, mais difícil será remover manchas ou sujeiras. Seja respingos de gordura, riscos de caneta ou qualquer outra sujeira que grude na peça, aja rapidamente! Veja aqui como tirar chiclete da roupa e remover outras manchas difíceis sem danificar os tecidos.
  1. Lave roupas pretas com água fria, e seque na sombra. Certos cuidados ajudam a evitar que suas roupas pretas desbotem. Por exemplo, lave suas roupas pretas do lado avesso e na configuração de temperatura mais baixa da sua máquina de lavar. Para um cuidado ainda maior, use o modo de lavagem para roupas delicadas, e seque as roupas em local ventilado, mas longe dos raios solares.
  1. Remova pelos e bolinhas com frequência. Pelos de animais, assim como as famosas bolinhas, deixam a roupa com aparência desgastada. Felizmente, a solução é fácil: basta comprar um rolinho adesivo e utilizar sempre que necessário. Se você não encontrar o rolo adesivo, improvise com fita enrolada na mão, com o lado adesivo para fora, grudando e desgrudando na roupa para remover os pelos ou bolinhas.
  1. Evite que perfumes e cremes toquem no tecido. Perfumes, assim como produtos de beleza, têm grande possibilidade de danificar suas roupas, porque possuem fixadores químicos. Por isso, tenha cuidado ao aplicar produtos de beleza ou borrifar perfume quando estiver vestindo roupas mais delicadas.
  1. Adicione uma pitada de sal para não desbotar roupas coloridas. Uma colher de sal na máquina de lavar ajuda a manter o colorido das suas roupas. Este truque funciona ainda melhor se você utilizar o sal na primeira lavagem de uma roupa nova, prevenindo que ela desbote nas primeiras semanas de uso.
  1. Proteja suas roupas entre as temporadas de uso. Começou a esquentar e você precisa guardar suas roupas mais quentes até o próximo inverno? Mantenha-as protegidas, mas arejadas – se possível com uma capa em TNT especial para roupas. Você também pode utilizar uma fronha grande de travesseiro. Evite plástico; ele retém a humidade, que pode resultar em mofo e em roupas danificadas.

Agora que você já descobriu como tirar chiclete da roupa, onde não borrifar o perfume e até a colocar um pouquinho de sal na máquina de lavar, que tal organizar seu armário para não perder tempo procurando o que precisa ou ainda renovar seus look sem precisar trocar as roupas que já tem? Podemos te ajudar nisso. Fale com a gente!

Spring Cleaning

A primavera está chegando e pode ser uma boa oportunidade para iniciar aquela organização na casa, que você vem planejando a meses.

Muito comum em países de clima frio, o Spring Cleaning é um termo usado para a limpeza e organização da casa na entrada da primavera. Após o inverno é o momento de “refrescar” a casa para a nova estação e eles tem até um checklist do que deve ser feito.

Aqui, não temos as estações assim tão definidas a ponto de guardar as roupas de frio ou preparar a casa para a próxima estação, mas podemos aproveitar a mudança de estação para por em prática a organização da casa ou mesmo, para fazer a limpeza de itens que não necessitam de manutenção diária.

Portanto, mesmo que a decisão seja de não encarar a organização dos ambientes, aqui está um pequeno checklist do que pode ser feito:

– descarte aquilo que você não usa mais. Nosso lema é “Less is more”!

– lave as cortinas e tapetes.

– limpe os colchões e lave as capas dos travesseiros. Aproveite para virar o colchão de lado (é recomendável fazer de tempos em tempos).

– tire as capas das almofadas para lavar ou aproveite para renovar aquela almofada “poida”.

– Faça uma limpeza na lavadora de roupas e na lava-louças. Hoje no mercado existem produtos específicos para isso, mas uma ótima solução caseira é colocar a lavadora para funcionar com vinagre, que elimina os resíduos deixado pelo sabão. No caso da lava-louças faça uma lavagem com ela vazia.

– Faça uma blitz nos medicamentos e na despensa, eliminando todos os produtos vencidos.

Mãos à obra e que venha a primavera!

Foto: Reprodução

Quais comprovantes devemos guardar?

Algumas semana atrás, estava organizando o escritório de uma cliente e ela me questionou o que deveria manter e o que poderia ser descartado.

Como essa é uma dúvida recorrente na hora de organizar os documentos, vou retomar aqui quais comprovantes precisamos arquivar e por quanto tempo.

–   luz, água, TV, telefone: de acordo com a lei 12.007, empresas prestadoras de serviços são obrigadas a enviar no mês de maio, o recibo de quitação anual. Portanto guarde as contas por 1 ano até receber os recibos de quitação, depois guarde esses recibos por 5 anos.

– IPTU/IPVA: 5 anos

– Imposto de Renda: 5 anos

– condomínio: guarde durante o período em que permanecer no imóvel.

– consórcio: até a quitação

– escola: 5 anos

– cartão crédito: 5 anos

– seguro: guarde a proposta e a apólice, já os comprovantes de pagamento mantenha por mais 1 ano após o tempo que estiver vigorando

– convênio médico: guarde a proposta o contrato e os recibos referentes aos 12 meses anteriores ao último reajuste por todo período de contratação

– nota fiscal e certificado de garantia: durante toda a vida útil do produto ou serviço

– recibo de empregadas: 5 anos

– holerites: 5 anos

– documentos do veículo: multas -2 anos, licenciamento e seguro obrigatório – 1 ano. Atenção o certificado de compra e venda deve ser guardado até que o veículo seja vendido.

– Aluguel: pagamentos mensais por 3 anos e o contrato de locação 3 anos após receber o termo de entrega das chaves

– Compra de imóvel: proposta, contrato e comprovantes de pagamento devem ser mantidos até a escritura ser lavrada e registrada em cartório

– Comprovante de pagamento de hotéis e pousadas: 1 ano

Agora que você já sabe o que manter, não tem mais desculpa para adiar a organização do seu escritório. Mãos a obra!

Minimalismo através do Hanami

O termo minimalismo tem sido muito falado e explorado ultimamente. Acho que o momento atual contribui, pois em época de dinheiro curto e emprego escasso, viver com menos é uma alternativa ou mesmo uma boa solução.

Tenho lido bastante sobre o assunto, ainda vou voltar a falar sobre isso aqui, mas achei interessante que um dos autores traça um paralelo entre a Cherry Blossom, ou Flor de Cerejeira (também conhecida como Sakura) com a vida minimalista. Ele diz que o  HANAMI, que é costume tradicional japonês de contemplar a beleza das flores, nos ensina sobre a vida minimalista:

  1. Procure a beleza na natureza e não em lojas – ao invés de encher a casa com objetos decorativos procure na natureza satisfazer o desejo de beleza estética
  2. Aprecie as coisas sem possuí-las
  3. Siga o fluxo – deixa as coisas acontecerem, não tente controlar tudo e todos
  4. Nada dura para sempre – as melhores coisas da vida são passageiras
  5. Deixe as coisas ” irem”, ou seja, se desfaça das coisas antes delas deteriorarem. As flores da cerejeira caem quando ainda estão belas, antes de estragarem.

Acho que são bons pontos de reflexão para o nosso dia a dia.

Organize sua vida com a meditação

A meditação é um assunto que vem sendo muito explorado nos dias atuais e se mostra cada vez mais importante. Convidei a Cris Koda, que é uma especialista no assunto, para nos falar o quão importante é essa prática e como ela pode ser uma aliada na organização.

Por Ana Cristina Koda

A prática diária da meditação proporciona vários benefícios e uma das que me impactou bastante foi a forma como passei a simplificar e organizar melhor as coisas na minha vida. Para mim, tornar as coisas simples é enxergá-las como são e dar andamento aos assuntos com objetividade, de forma fácil e tranquila. E isso tem tudo a ver com organização. Alguns são organizados por natureza e outros, como eu, sofrem bastante com o tema. Continue reading “Organize sua vida com a meditação”

Onde guardar a bike?

Atualmente as bicicletas fazem parte do dia a dia de muitos de nós. Seja usada como transporte diário, como esporte ou apenas para um pedal nos finais de semana.

Pedalar é muito saudável! Na verdade, quase todo mundo tem uma Bicicleta em casa. Alguns guardam na garagem ou no depósito, mas também tem quem faz da bike um objeto de decoração da casa.

Se você ainda não tem um lugarzinho definido, separamos algumas dicas de como guardar sua magrela. Inspire-se!

         

 

Fotos: Reprodução