Desafio da quarentena

A quarentena mudou radicalmente o dia a dia das pessoas. Ficar em casa está sendo um desafio, para alguns ainda maior. Mas uma coisa fica clara, estamos mais empáticos. Muitas pessoas declaram que, de fato, não tinham ideia do volume do trabalho doméstico. A roupa passada sempre arrumada e organizada, cheirosa e passada; as coisas todas no seu devido lugar, a cozinha e a lavanderia em ordem; o quarto das crianças limpo e organizado com os milhões de brinquedos guardados e por ai segue.

Enquanto alguns estão nos  escritórios, do mundo corporativo ou não, outros estão na casa da gente cuidando do nosso bem estar.

Entender o ponto de vista do outro ou mesmo estar na pele dele é o melhor jeito de se relacionar de igual para igual. Esse é o verdadeiro aprendizado da empatia.

Ai eu pergunto, podemos deixar a casa melhor sempre? Podemos aprender, com essa quarentena, que pequenos atos de organização ajudam a rotina da casa e a vida de todos?

Então, é para isso que estamos aqui. Vamos colocar pílulas de organização e desafiar você a começar ou melhorar a organização da sua vida, começando pela sua casa.

Espero que goste. Siga a gente no Instagram e Facebook.

Dispense o supérfluo!

Uma coisa boa da pandemia é entender que podemos viver com bem menos. S I M P L I C I D A D E.

Vestimos um par de roupas, estamos de chinelos, não pintamos o cabelo ou fazemos a unha, estamos sem empregadas e trancados em casa.

Claro que sentimos falta de várias dessas coisas, mas com certeza, a pandemia provou para todos, globalmente, que é possível viver e sobreviver com muito menos.

Ser consciente com relação a isso é muito importante porque o planeta não vai, de fato, aguentar o ritmo de consumo do hoje.

A pandemia nos ensina compaixão e como diz Domeniso de Masi, sociólogo italiano, “a pandemia está nos ensinando que as necessidades radicais de introspecção, amizade, amor, jogo, beleza e criatividade são muito mais importantes do que as necessidades alienantes de poder e dinheiro. Está nos ensinando que para satisfazer as necessidades radicais, não precisamos ter dinheiro, mas de sentido de humanidade”.

E isso tem tudo a ver com o que a gente pensa. Temos que ter mais consciência sobre nossos atos. A pandemia está nos ensinando a viver com o essencial. Ter um olhar do que já não serve mais para a sua vida é um exercício muito poderoso, para o agora. Isso vale para coisas, mas também para pessoas.

Comece devagar, mas comece. Veja o que não faz mais sentido para você e descarte, recicle, doe, organize e mantenha o que importa, o que é essencial e o que te faz realmente feliz! 

Estamos aqui para te ajudar no que for preciso 😉 

 

A mente organizada

A Life Organized nasceu para ajudar as pessoas a cuidar da vida e assim organizá-la, tendo mais tempo para fazer o que gostam ou o que precisa ser feito.

Lembro de um dia, antes do Natal de 2014, comprei o livro The Organized Mind (A mente organizada). O livro é escrito por Daniel J. Levitin, Professor de Psicologia e Neurociência do comportamento. Nele, ele explica como o cérebro funciona e como podemos fazê-lo funcionar melhor e, ir além, achar tempo para fazer as coisas que a gente realmente precisa e quer fazer. Bingo!

Em tempos de quarentena, nada melhor do que rever os conceitos que os psicólogos cognitivos já provaram: nossa memória não é confiável e às vezes confiamos a dispositivos externos (smartphones e até funcionários),  grande parte do processamento que em geral nossos neurônios fariam.

Hoje, com a quantidade inacreditável de informação, todo esse processo de ignorar coisas e optar por outras, tem um custo. Os neurocientistas descobriram que a falta de produtividade e de motivação pode ser resultado da sobrecarga de decisões. No nosso cérebro, a rede de tomada de decisões não determina as prioridades.

Se organizarmos nossa vida e a nossa cabeça, seremos capazes de ter mais tempo livre para focar no que interessa.

O fato é que, o cérebro não é organizado da mesma maneira que você gostaria de ter sua casa, armário ou escritório organizado. Portanto, você não pode largar as coisas por ai. Precisamos assumir o controle de nossos sistemas de atenção e memória e ajudá-los a encontrar as coisas de maneira mais fácil.

Aprendemos que organização vai muito além do organizar a casa. Quando você faz isso, você começa a melhorar vários aspectos da sua vida e se você for um “bom aluno”, você leva isso para tudo que você faz e para sempre.

Aproveite que você está em casa e olhe para uma gaveta que está com coisas acumuladas e organize. Você vai sentir a diferença imediatamente e vai perceber o bem maior que é saber onde as coisas estão, e para que servem, quando estão no lugar certo.

Hoje há uma infinidade de produtos organizadores e profissionais qualificados para ajudar você nessa tarefa. Comece devagar, mas comece.

É mais fácil do que podemos imaginar. Estamos aqui para ajudar!