O poder da mente

 

A vida é repleta de ups and downs. Que bom! Seria muito chato se tudo fosse igual, ou mesmo previsível, o tempo todo.
Cada um tem uma história diferente para contar e isso também é bom. A gente deve aprender com os erros e acertos dos outros.

Mas o melhor é acreditar que toda mudança só depende de você. Foi quando essa semana, eu li: o melhor lugar para começar uma mudança está dentro da sua cabeça. Me deu um click.
E continuava: ” a força emocional é como um músculo: quanto mais você usá-la, mais forte ela se torna”
Resolvi compartilhar parte do artigo com você. Tem muita verdade a ser exercitada.

Pessoas emocionalmentes fortes não imploram por atenção
Tão verdadeiro. Elas são mais práticas e com auto-estima elevada.
Recusam-se a ser vítimas das circunstâncias
Ser emocionalmente forte significa que se recusam a dar desculpas. Reconhecem os erros do passado e tentam aprendem com eles. Porém, o mais importante é que deixam o passado para trás e se concentram em obter algo para melhorar a cada dia.
Elas não têm problema em dizer não
Dizer não é uma das coisas mais importantes que você tem que aprender a fazer. Concentre-se em suas prioridades e dizer não a todo o material que faz com que você perca seu tempo e energia vital. Quem realmente gosta de você entenderá, mesmo que não seja no dia .
Elas não recusam desafios
Pessoas emocionalmente fortes veem os desafios como oportunidades para crescer e melhorar a sua vida . Desafios acontecem por uma razão. E quando os transpomos percebemos nossa real força e capacidade interna.
Elas não fazem as coisas que eles não querem fazer
Se você quiser manter o seu equilíbrio emocional e sanidade intacta, faça o que você ama. Livre-se da bagagem e compromissos que estão fazendo você infeliz ou reduza essa carga ao mínimo possível. Se não consegue se livrar de algo agora, tenha planos para mudar, mas nunca se acomode com a infelicidade.
Elas não se esquecem de que a felicidade também envolve uma decisão
Pessoas emocionalmente fortes sabem que a felicidade envolve escolhas. Elas entendem e respeitam as coisas que realmente precisam para serem mais felizes . Elas escolhem uma vida de simplicidade, produtividade e paixão.
Elas não perdem tempo
Abraham Lincoln disse:
“Não são os anos em sua vida que contam. É a vida em seus anos. “
As pessoas emocionalmente fortes não perdem tempo fazendo coisas onde não acham sentido. Elas vivem conscientemente no presente e tentam aproveitar a vida no seu hoje.
Elas não têm medo de pedir ajuda
Pessoas emocionalmente fortes não são orgulhosas e reconhecem o valor da ajuda e da colaboração mútua.
Elas não se colocam “para baixo”
Autopiedade é um traço comum entre as pessoas emocionalmente frágeis. Pessoas frágeis têm uma lista de desculpas para justificar suas inadequações em vez de encontrar maneiras de melhorá-las. Se você quer mudar alguma coisa, pare de prender-se ao que não tem, às suas fraquezas ou ao seu passado. Apenas comece. Pequenas vitórias levam a grandes mudanças.
Elas não se importam em trabalhar um pouco mais “duro” do que os outros
Isso eu concordo 100%!!! Entenda o que quer e coloque-se para trabalhar. Planeje-se, tenha metas realistas e você obterá os resultados que você está procurando.
Elas não reagem de forma exagerada quando as coisas saem de seu controle
Pense em quantas vezes por dia você exagerar a em reações com coisas que nem são tão importantes. Quando você começar a sentir o seu sangue ferver, respire fundo e pergunte a si mesmo: “Isto realmente vale o meu nervosismo?” Noventa e nove por cento do tempo, você vai perceber que a resposta é não.
Elas não se contentam com uma vida medíocre
Pessoas emocionalmente fortes não se contentam com a mediocridade. Eles se esforçam para alcançar a grandeza.
Elas nunca, jamais desistem
Ser emocionalmente forte significa encarar as adversidades de frente, aprender com seus erros, e viver para lutar no outro dia.

d9918660735dff771b0727d538fafd37

 

Traduzido e adaptado do original Life Hack

#Dica 3 – Organizando o Roupeiro

Um roupeiro bem organizado é aquele que ao abrir, você imediatamente localiza o que quer pegar e não precisa ficar fazendo “caça ao tesouro” para encontrar a fronha daquele lençol .

– o primeiro passo é separar os conjuntos – lençóis e fronhas devem ficar juntos.

– você pode dobrar o lençol de baixo (veja na foto abaixo a forma correta de fazer) e as fronhas e usar o lençol de cima depois de dobrado para embalar, ou usar uma das fronhas para armazenar o conjunto dentro. Dessa forma, fica fácil visualizar cada um deles na hora de escolher qual vai usar.

– quando o jogo de lençol retornar da lavagem, ele deve ser guardado embaixo da pilha. Use sempre o jogo de cima da pilha, isso criara um rodízio automático entre eles.

– as toalhas também  devem ser organizadas por conjunto. Algumas pessoas gostam de guardar toalhas enroladas, eu recomendo dobrar e manter o jogo junto. Isso evita por exemplo, ter que ficar procurando a toalha de rosto daquele jogo….

– se tiver espaço no roupeiro, defina uma prateleira para cada pessoa da casa, isso facilita muito.

d9916314d0f3d592d3ed0c3b7a21136c  fb7292d90151415a70c4804403892940

23ee0a3e186111839a775ee790e19140

Foto: Reprodução

A revolução de passar roupa

Tenho procurado maneiras de facilitar a vida em casa. Cada vez mais, precisamos pensar em depender menos de “empregados domésticos” e, para isso, precisamos pensar em soluções que nos ajudem a ser eficientes.

Ontem, me deparei com um “quase robô” de passar roupa. Laurastar! que coisa linda e eficiente. É exatamente o que já vimos nas lavanderias, só que para uso doméstico. Design moderno e tecnologia Suíça.

Já pedi todas as informações, mas o site é bastante explicativo. bjs

http://www.laurastar.com.br

10392481_796997970358993_7657791230374919531_n 10988529_844640212261435_1176794423814126432_n

Você é o que você come

Tão  verdadeiro!

Alguns anos atrás fiz um curso sobre alimentação natural. Aprendi muito. Algumas coisas incorporei, outras não. Organizando minhas gavetas,  achei a apostila do curso e resolvi dividir alguns pontos com vocês.

  1. Varie os alimentos todos os dias.
  2. Coma sempre um pouco menos do que deseja.
  3. Use alimentos frescos.
  4. Não comer sem fome ou em excesso, isso afeta uma boa digestão.
  5. Tome um copo de água antes do café da manhã.
  6. Tome pelo menos 4 copos de água por dia.
  7. Mastigue bem os alimentos. A digestão começa na boca.
  8. Evite líquido durante as refeições.
  9. Respeitar o ciclo das estações.

Bon appetit!

 

#Dica 2 – Organizando os sapatos

Saiba que é possível ter os sapatos organizados, sem grande esforço:

– limpe os sapatos e deixe tomar ar antes de retornar ao armário ou sapateira.

– separe  por estilo: sapatilhas, tênis, festa, sandálias, scarpin etc…

– se você tiver espaço, o ideal é organizar cada estilo em uma prateleira.

– para ganhar mais espaço, você pode colocar um pé à frente do outro.  

– as caixas plásticas para sapatos são excelentes, pois evitam o pó e como são ventiladas não deixam o sapato mofar. Porém, é necessário espaço para acomodá-las. Você pode inclusive identificar o modelo, colando uma foto.

– se o seu armário não tem espaço suficiente  para os sapatos, duas boas soluções são: as caixas organizadoras, que vão embaixo da cama ou as sapateiras de plástico, que podem ser penduradas atrás da porta do quarto.

– lembre-se que: sempre que comprar uma novo par, veja se não tem algum que pode sair. Isso ajuda a manter a organização e evita deixar a sapateira entulhada de pares que já não usamos mais.

ece6a3b6ba10d2f8a2df97d7f4850921

 f14c919dcb795015194e0f91bbc58a33

f9b2d64ab10c14f4a3a8876dc4fb74a5

52057a42e98a5a05e33f9e689300d941

Fotos: Reprodução

Doe. Faça um bem a você e a quem precisa.

A Uber  (serviço de motorista particular) está promovendo uma ação de doação, amanhã dia 16 de maio. Basta selecione a opção DOAR no app e um motorista irá buscar as suas doações e entregá-las para a Goodwill® – sem nenhum custo.

Ao doar, você está apoiando a Goodwill São Paulo em parceria com a Avape em sua missão de capacitar e promover a inclusão profissional de pessoas com deficiência ou em situação de vulnerabilidade social.

 Aproveite a oportunidade, organize seu ármário e doe  as roupas que você não usa mais para quem precisa.

#UberDOAR, disponível sábado dia 16 de maio, entre 10:00 e 17:00 em São Paulo.

Ilustração: Uber

O poder do detergente!

O detergente é um dos produtos mais presentes no cotidiano.  É comum que ele esteja incluso na lista de compras e seja presença contínua nas cozinhas.

Minha mãe sempre usou o detergente para mais de uma função ajudando no dia-a-dia.

Ele pode ser um coringa na lavanderia e fora dela…

1. Remover manchas de gordura de roupas

Uso muito nas toalhas de festa e de tecido sempre pós almoço ou jantar. Um pouco de água morna e um pingo de detergente e voilà.

2. Eliminar insetos

É certo que existe uma infinidade de inseticidas, mas o detergente é uma opção barata, eficaz e bem menos agressiva que muitos venenos. Basta misturar cerca de duas colheres de detergente em um litro de água e borrifar diretamente nos insetos.

3. Pulverizar plantas

Além de eliminar os insetos que já estão nas plantas, o detergente previne novos ataques por formar uma película protetora. Para não prejudicar a planta, utilize pouco detergente: o indicado é usar três ou quatro gotas para um litro de água. Evite fazer a pulverização com detergente em dias muito quentes e em plantas que ficam expostas ao sol.

4. Limpar os móveis da cozinha

Mesmo tomando muito cuidado ao cozinhar, é comum que armários, pias, mesas e outros móveis da cozinha também fiquem engordurados. Para limpá-los, borrife uma mistura de detergente com água morna, enxague com um pano úmido e depois seque-os.

5. Lavar roupas delicadas

Sabe aquela peça de roupa que tem que ser lavada à mão? Por ser mais leve, o detergente de louça é uma ótima alternativa para a lavagem de peças mais delicadas. Substitua o sabão em pó por uma colher de sopa de detergente.

6. Higienizar pentes e escovas de cabelo

Prepare uma solução de água morna com algumas gotas de detergente para higienizar pentes e escovas de cabelo. A mistura ajuda a eliminar oleosidade e resíduos de produtos capilares que podem ficar acumulados nas cerdas.

7. Dar brilho a joias

Para limpar suas joias e mantê-las brilhantes, coloque-as de molho por alguns minutos em uma mistura de detergente de louça neutro e água com gás. As bolhas ajudam o detergente a penetrar nos cantinhos e remover a sujeira. Se for preciso, utilize uma escova para limpar melhor.

8. Lavar azulejos

Misture duas colheres de detergente em um balde com água morna para uma limpeza eficiente de azulejos. O detergente é ideal para se livrar do aspecto engordurado e limpar o rejunte.

9. Tirar manchas de tapetes

Para remover manchas de carpetes e tapetes, limpe-a com um pano embebido em água morna e detergente. O detergente ajudará o pano a absorver o resíduo da mancha. Quando a sujeira tiver sumido, passe uma esponja com água fria no local e seque em seguida.

10. Limpar móveis externos

Mesas, cadeiras e outros móveis que ficam em ambiente externo ficam diretamente expostos às ações do clima e da poluição. Mais uma vez, a solução de água morna e detergente de louça é uma arma poderosa na limpeza desses objetos.

 

 

#Dica 1 – Organizando o armário

Com o inverno chegando e a tendência de passar mais tempo em casa, achei que é um bom momento para dar dicas básicas de organização da casa.  Toda segunda-feira farei um post “#Dica” com diferentes ambientes da casa. Como o armário ou closet é sempre o que queremos organizar primeiro, decidi começar por ele.

Um closet organizado permite você encontrar facilmente aquilo que quer usar, o que significa menos tempo para se vestir.

– O primeiro passo é eliminar aquilo que não usa ou não serve mais. Separe as roupas que podem ser doadas (a regra básica é se você não usou aquela peça no último ano dificilmente irá usá-la). Nesse processo de descarte separe também as roupas que precisam de conserto ou lavanderia.

– Padronize os cabides, isso faz toda diferença.

cabides

– Separe as roupas por categorias: camisetas, roupas de ginástica, moletons, jeans, bermudas etc…

– As roupas mais usadas devem estar em locais de fácil acesso. Use as prateleiras do alto para armazenar peças menos usadas ou roupas de outra estação.

– Se você tem peças que raramente utiliza, como casacos pesados de inverno, coloque em space bags isso ajuda a economizar espaço além de evitar o mofo.

– Priorize os cabides para pendurar as camisas, vestidos, calças e casacos.As demais peças podem ser guardadas em gavetas ou prateleiras, separadas nas categorias.

– Organize os cabides da cor clara para cor escura.

– Se houver muito espaço desperdiçado no armário, pense numa solução para aproveitar melhor esses espaços. Pode ser uma prateleira extra, cestos, caixas organizadoras ou prateleiras aramadas que você encontra em lojas.

– separe uma gaveta para as roupas íntimas. Dobre cada peça e enfileire ou se preferir use as colmeias que facilitam na organização.

1e5b445fcd0b3e658985cc5668c77fd1

– Se você não tiver uma gaveta para guardar os cintos eles podem ser dependurados em cabides específicos ou guardados em caixas.

db9bad410dbf16f31b0fec185e6063ea

Espero que as dicas tenham ajudado. Agora é entrar em ação!

Fotos: Reprodução

Compre menos, compre melhor.

Numa das minha imersões na web no final de semana, me deparei com um artigo de uma modelo que fundou o EENVOUD (simplicidade em alemão). Ela prega simplificar a vida, para aproveitar melhor as pequenas coisas e fazer melhor pelo mundo. Imediatamente me identifiquei, pois esse é o objetivo do LIFE ORGANIZED –  simplificar a vida das pessoas para que elas possam aproveitar a vida!

Vou então compartilhar com vocês as dicas dela para comprar menos e ter um guarda-roupas como você nunca teve.

1. Mude sua perspectiva – ao invés de pensar em roupa como um produto descartável, pense em roupa como se fosse um móvel ou uma obra de arte. Ou seja, alguma coisa que você precisa AMAR para investir.

2. Crie listas por estação – liste as peças que você vai precisar naquela estação. Tente limitar a 3 itens. Dessa forma, você fará uma compra racional evitando a compra impulsiva de peças que não vai usar.

3. Defina um budget – segundo a Jesse, se você definir um valor a ser gasto, o prazer de encontrar o item certo é muito maior e evitará que você compre itens que não usará.

4. Defina seu uniforme – encontre o tipo de roupa que você mais se identifica ou se sente bem e procure comprar itens no mesmo estilo.

5. Entra um sai um – quando comprar algo novo, doe algo que você já não usa mais. Isso evita que seu guarda roupa fique “entulhado” e ajuda você a guardar somente aquilo que realmente gosta.

6. O “fator alegria” –  baseado num livro que ela leu recentemente,  a autora definiu um fator para definir se você deve ou não manter um item na sua vida. Faça a pergunta: Isso dá alegria ?

 Achei interessante, mesmo que não seguindo a risca todas as dicas. Afinal, de vez em quando ousar comprando algo diferente do seu estilo ou acima do budget é bom demais rsrsrs….